Escritório Carvalhaes - Corretores de Café Rua do Comércio, 55 - 8ª andar - Santos/SP - Brasil - Cep. 11010-141 - Tel. (13) 2102-5778 -23.93422, -46.328565

Boletim semanal - ano 88 - n° 23

Abaixo está o último boletim publicado.

Se quiser consultar boletins anteriores, clique aqui.

Santos, sexta-feira, 11 de junho de 2021

Os contratos de café na ICE Futures US trabalharam com oscilações mais moderadas. No balanço da semana os contratos para julho próximo acumularam queda de 420 pontos. As oscilações e a queda na semana aconteceram em razão de interesses de curto prazo, nas disputas entre comprados e vendidos, que se acentuam com a aceleração da rolagem para setembro dos contratos com vencimento em julho próximo.

As notícias a respeito dos fundamentos, confirmam e agravam dia após dia o quadro preocupante, crítico, para o abastecimento do mercado de café, brasileiro e mundial. As torrefações no mercado interno brasileiro encontram sérias dificuldades para se abastecerem. A nova safra entra no mercado com velocidade menor que a habitual, em mais um sinal de quebra do volume com a bianualidade e sucessivos problemas climáticos. Com os estoques brasileiros no final, nossos embarques de café também tendem a recuar em volume neste final do ano-safra 2020/2021 e início do 2021/2022.

Hoje, sexta-feira, no final da tarde, após o fechamento do pregão da bolsa de Nova Iorque, o CECAFÉ – Conselho dos Exportadores de Café do Brasil divulgou os números das exportações brasileiras de café no último mês de maio. Foram embarcadas 2.615.707 sacas de café. 29% menos que no último mês de abril. Foram 1.068.276 sacas a menos do que em abril último. É a primeira vez desde julho de 2018 que o Brasil embarca em um mês menos de três milhões de sacas. Esse cenário deve se repetir nos próximos meses.

Em seu relatório de maio último, a OIC – Organização Internacional do Café informou que, apesar da pandemia, o consumo mundial de café no ano cafeeiro 2020/2021 subiu 1,9%, portanto cresceu 3,15 milhões de sacas, totalizando agora 167,58 milhões de sacas. Com o rápido avanço da vacinação no hemisfério norte, o crescimento do consumo de café deve acelerar no segundo semestre deste ano.

A cada semana, as notícias que chegam ao mercado agravam o cenário de abastecimento. Em maio a Colômbia, terceira maior país exportador de café do mundo, foi o sexto maior importador de cafés brasileiros.

O mercado cambial brasileiro trabalhou com menos oscilações esta semana. Apenas hoje o dólar apresentou forte alta frente ao real. Fechou o pregão a R$ 5,1220 em alta de 1,13%. Sexta-feira passada fechou valendo R$ 5,0350. Em reais por saca, os contratos para julho próximo fecharam hoje valendo R$ 1066,78. Ontem encerraram o dia a R$ 1063,29. Sexta-feira passada fecharam valendo R$ 1076,64. Recuaram dez reais na semana.

O mercado físico brasileiro permaneceu com forte interesse comprador, mas com pouco interesse vendedor. Esse cenário se repetiu por todos os dias desta semana e da passada. Com os sérios e sucessivos problemas climáticos enfrentados pela cafeicultura brasileira, em final de ano safra e praticamente sem estoques de café, é difícil para os compradores fecharem negócios tentando repassar para os preços as quedas em Nova Iorque e do dólar frente ao real. O clima continua gerando preocupações e apontando para problemas também com a próxima safra brasileira de café 2022/2023.

O CECAFÉ – Conselho dos Exportadores de Café do Brasil informou que no último mês de maio foram embarcadas 2.615.707 sacas de 60 kg de café, aproximadamente 20% (666.006 sacas) menos que no mesmo mês de 2020 e 29% (1.068.276 sacas) menos que no último mês de abril. Foram 2.052.969 sacas de café arábica e 287.627 sacas de café conilon, totalizando 2.340.596 sacas de café verde, que somadas a 273.287 sacas de solúvel e 1.824 sacas de torrado, totalizaram 2.615.707 sacas exportadas em maio último.

Até dia 8, os embarques de junho estavam em 182.587 sacas de café arábica, 13.154 sacas de café conillon, mais 10.672 sacas de café solúvel, totalizando 206.413 sacas embarcadas, contra 161.596 sacas no mesmo dia de maio. Até o mesmo dia 8 os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em junho totalizavam 542.612 sacas, contra 962.965 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 4, sexta-feira, até o fechamento de hoje, dia 11, caiu nos contratos para entrega em julho próximo 420 pontos ou US$ 5,55 (R$ 28,46) por saca. Em reais, as cotações para entrega em julho próximo na ICE fecharam no dia 4 a R$ 1076,64 por saca, e hoje dia 11 a R$ 1066,78. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em julho a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 125 pontos.

Escritório Carvalhaes

 

Cotações de Café

sábado, 12 de junho de 2021

 

US$/saca 60 Kg

Gráfico
  • CD Finos
  • Fino/Extra
  • Boa Qualidade

  • Duro Fraco
  • Riados
  • Rio

  • Consumo Dura
  • Consumo Riada
  • NY

Mercado físico:

11/06/2021 - Calmo - cotações nominais.

Indicador de preços OIC - 10/06/2021 - Colombian Mild Arabicas: 209.04
- Brazilian Naturals: 150.58
(US cents por libra)
Fonte: OIC - Organização Internacional do Café


Mercado de Café safra 2020/2021
Cafés Físico Fech. Mín. Máx.
CD Finos 11/06/21910,00940,00
Fino/Extra 11/06/21880,00920,00
Boa Qualidade 11/06/21860,00880,00
Duro Fraco 11/06/21800,00850,00
Riados 11/06/21760,00790,00
Rio 11/06/21700,00730,00
Consumo Dura 11/06/21700,00720,00
Consumo Riada 11/06/21680,00700,00
por saca 60,5 kg - tipo 6 para melhor (em R$) Fonte: Carvalhaes
Cotações de NY
contrato fech. U$ var. R$
JUL21 11/06/21 157.45 -125  1.066,78 
SEP21 11/06/21 159.60 -120  1.081,35 
DEC21 11/06/21 162.55 -120  1.101,34 
MAR22 11/06/21 165.15 -120  1.118,95 
MAY22 11/06/21 166.40 -120  1.127,42 
JUL22 11/06/21 167.25 -125  1.133,18 
U$ cnt / Lb - R$ / saca 60 kg (contrato C)
Cotações da Bolsa de São Paulo (BMF)
contrato fech. U$ var. R$
JUL21 11/06/21 187.55 -45  960,63 
SEP21 11/06/21 192.00 -100  983,42 
DEC21 11/06/21 195.65 -90  1.002,12 
MAR22 11/06/21 197.05 -140  1.009,29 
por saca 60,5 kg
Cotações da Bolsa de Londres (LIFFE)
contrato fech. U$ var. R$
JUL21 11/06/21 1,592.00 8.154,22 
SEP21 11/06/21 1,619.00 8.292,52 
NOV21 11/06/21 1,638.00 8.389,84 
JAN22 11/06/21 1,652.00 8.461,54 
por tonelada - café robusta
cotações do câmbio
moeda un valor data
Dólar Com. R$ 5,1220 11/06/21
Euro US$ 1,2098 11/06/21