Escritório Carvalhaes - Corretores de Café Rua do Comércio, 55 - 8ª andar - Santos/SP - Brasil - Cep. 11010-141 - Tel. (13) 2102-5778 -23.93422, -46.328565

Boletim semanal - ano 88 - n° 48

Abaixo está o último boletim publicado.

Se quiser consultar boletins anteriores, clique aqui.

Santos, sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

Os contratos de café na ICE Futures US apresentaram uma semana de forte volatilidade. Abriram a segunda-feira em alta. Os para março próximo chegaram a bater em US$ 2,4690 por libra peso na máxima do dia, para depois recuarem e passarem para o campo negativo. Acompanharam uma queda generalizada dos mercados mundiais com as primeiras notícias sobre o avanço da nova variante ômicron do coronavírus, detectada na África do Sul. O recuo mais acentuado na segunda-feira foi no café, que havia subido forte nas três semanas anteriores a esta. Subiram 3 655 pontos em três semanas.

Ante a falta de informações sobre a nova variante do coronavírus e com fortes ganhos depois de 3 655 pontos de alta em três semanas, especuladores realizaram lucros e derrubaram forte as cotações do café na ICE, que encerraram a segunda-feira em queda de 995 pontos.

A partir da terça-feira, as cotações do café em Nova Iorque se estabilizaram e retomaram o movimento de alta. Hoje, em meio a muita volatilidade, os contratos de café na ICE subiram forte. Os para março próximo bateram em US$ 2,4480 na máxima do dia. Fecharam a US$ 2,4335 por libra peso, em alta de 675 pontos. Ontem fecharam em alta de 335 pontos. No balanço da semana esses contratos subiram 40 pontos. Recuperaram, ontem e hoje, a forte baixa da segunda-feira. Os contratos do robusta em Londres trabalharam em alta forte esta semana.

Em nossa opinião, os fundamentos do mercado de café permanecem sólidos. A queda na produção mundial de café deste ano e do próximo é séria e os entraves logísticos no transporte marítimo internacional tornam o quadro ainda mais complicado. Os estoques de café existentes, tanto em países consumidores como em países produtores, não são suficientes para compensar a quebra na produção de café.

A ABIC – Associação Brasileira de Café divulgou na quarta-feira, que o reajuste do preço do café nas gôndolas dos supermercados em mais de 40% já começa a refletir no consumo interno de café no Brasil. De acordo com a ABIC, nos últimos 30 dias, o consumo de café no Brasil recuou cerca de 14%.

Hoje o dólar fechou em alta de 0,34% % a R$ 5,6790. Na sexta-feira passada fechou a R$ 5,5940. Em reais por saca, os contratos de café para março próximo na ICE em Nova Iorque fecharam hoje valendo R$ 1 828,09. Ontem fecharam a R$ 1 771,44. Na sexta-feira passada fecharam valendo R$ 1 797,67.

No mercado físico brasileiro, ontem e hoje os compradores subiram o valor de suas ofertas. Saíram negócios com lotes de arábica de melhor qualidade, da safra atual, sem certificações, entre R$ 1 500 e R$ 1 550,00. Cerejas descascados saíram até R$ 1 600,00. O volume de negócios não foi grande. Os cafeicultores continuam vendendo aos poucos, conforme a necessidade de “caixa”.

Permanece pequena a oferta de lotes de café arábica destinados ao consumo interno brasileiro. O mercado físico brasileiro do conilon está firme, comprador.

Até dia 3, os embarques de novembro estavam em 2.113.032 sacas de café arábica, 172.801 sacas de café conillon, mais 326.491 sacas de café solúvel, totalizando 2.612.324 sacas embarcadas, contra 2.836.051 sacas no mesmo dia de outubro. Até o mesmo dia 3 os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em novembro totalizavam 3.232.715 sacas, contra 3.135.320 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 26, sexta-feira, até o fechamento de hoje, dia 03, subiu nos contratos para entrega em março próximo 40 pontos ou US$ 0,53 (R$ 3,00) por saca. Em reais, as cotações para entrega em março próximo na ICE fecharam no dia 26 a R$ 1.797,77 por saca, e hoje dia 03 a R$ 1828,09. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em março a bolsa de Nova Iorque fechou com alta de 675 pontos.

Escritório Carvalhaes

 

Cotações de Café

quinta-feira, 9 de dezembro de 2021

 

US$/saca 60 Kg

Gráfico
  • CD Finos
  • Fino/Extra
  • Boa Qualidade

  • Duro Fraco
  • Riados
  • Rio

  • Consumo Dura
  • Consumo Riada
  • NY

Mercado físico:

08/12/2021 - Paralisado - cotações nominais.

Indicador de preços OIC - 07/12/2021 - Colombian Mild Arabicas: 298.16
- Brazilian Naturals: 238.09
(US cents por libra)
Fonte: OIC - Organização Internacional do Café


Mercado de Café safra 2021/2022
Cafés Físico Fech. Mín. Máx.
CD Finos 08/12/211,550,001,590,00
Fino/Extra 08/12/211,510,001,550,00
Boa Qualidade 08/12/211,480,001,500,00
Duro Fraco 08/12/211,450,001,480,00
Riados 08/12/211,400,001,450,00
Rio 08/12/211,300,001,380,00
Consumo Dura 08/12/211,300,001,350,00
Consumo Riada 08/12/211,250,001,300,00
por saca 60,5 kg - tipo 6 para melhor (em R$) Fonte: Carvalhaes
Cotações de NY
contrato fech. U$ var. R$
DEC21 08/12/21 244.75 85  1.791,66 
MAR22 08/12/21 244.20 90  1.787,64 
MAY22 08/12/21 243.65 105  1.783,61 
JUL22 08/12/21 242.45 95  1.774,82 
SEP22 08/12/21 240.40 95  1.759,82 
DEC22 08/12/21 238.55 70  1.746,28 
U$ cnt / Lb - R$ / saca 60 kg (contrato C)
Cotações da Bolsa de São Paulo (BMF)
contrato fech. U$ var. R$
DEC21 08/12/21 281.95 -725  1.560,31 
MAR22 08/12/21 287.40 55  1.590,47 
MAY22 08/12/21 282.50 -1100  1.563,36 
JUL22 08/12/21 295.95 -620  1.637,79 
por saca 60,5 kg
Cotações da Bolsa de Londres (LIFFE)
contrato fech. U$ var. R$
JAN22 08/12/21 2,409.00 22  13.331,41 
MAR22 08/12/21 2,295.00 22  12.700,53 
MAY22 08/12/21 2,259.00 21  12.501,31 
JUL22 08/12/21 2,251.00 20  12.457,03 
por tonelada - café robusta
cotações do câmbio
moeda un valor data
Dólar Com. R$ 5,5340 08/12/21
Euro US$ 1,1330 08/12/21